sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Um comentário:

Sinéas S. disse...

Neto ficou na periferia da política - na visão dos cartunistas. Muito hilário e cruel!